A rua é uma festa


Há pouco tempo atrás, escrevi um texto aqui no blog sobre Higienópolis – o bairro mais carioca de São Paulo. Ali, eu falava como eu, que sou uma paulistana da gema, mudei completamente o meu modo de perceber a cidade ao vir morar no Rio de Janeiro. E, quando eu digo “cidade”, refiro-me ao termo em sentido lato, ou seja, a cidade de maneira geral.

Nhoque da Fortuna – uma deliciosa tradição


Eu adoro tradições. Elas são um maravilhoso pretexto para pararmos tudo e fazermos algo que amamos. Sim, porque com raras exceções, vamos confessar: ninguém segue uma tradição se ela não for fonte de algum prazer. No meu caso, sigo várias – desde as mais comuns, como comemorar o Natal (pretexto para reunir a família e comer leitão e bacalhau), passando por outras muito específicas como ir tomar uma cerveja no mesmo bar em que conheci meu marido toda sexta feira antes do Carnaval (pretexto para tomar cerveja e ver algum bloco passar).

Caindo na real: como me encantei com o feminismo parte 2


Como disse há alguns dias atrás no texto Caindo na real: como me encantei com o feminismo, eu andei tendo dificuldades com meu filho em questões relacionadas à crise desencadeada pela cultura segundo a qual o menino não usa rosa ou brinca de boneca. Após esse acontecimento, busquei, como tudo na minha vida, estudar através de livros e textos on-line sobre o feminismo, para entender que movimento é esse e como e porque essa palavra tem se tornado tão corriqueira nos últimos tempos.

Comida de Verdade


Uma vez eu li em algum lugar a seguinte afirmação: “quanto mais tempo levar entre a compra que você fez no mercado e você poder comer o que comprou, melhor é a comida”. Essa métrica um pouco metafórica apenas quer dizer o seguinte: se o que você compra requer um preparo e se esse preparo leva um certo tempo, significa que você está comendo comida de verdade.

Siga o Palpitando

Os Palpiteiros

Carol, Rafa, Gi, Marcos e Beta

Carol, Rafa, Gi, Marcos e Beta

Somos cinco amigos muito palpiteiros que gostariam de convidar todos para entrar nessa sala de estar virtual e, junto conosco, tornar-se um palpiteiro por aí...