Vamos palpitar sobre o Homem-Aranha?


 

Você, é claro, conhece o Homem-Aranha e até assiste a alguns de seus filmes. Mas por vezes fica um pouco deslocado e se pergunta por que o Homem de Ferro aparece no meio da história. Bom, eu já fui assim, mas após ler sobre o assunto e perguntar bastante para os nerds de plantão (principalmente, meu marido) já tenho condições de palpitar sobre o mundo dos heróis.

Antes de tudo, vamos pensar na simplicidade do Homem-Aranha. Diferente de outros heróis dos quadrinhos, Peter Parker, na sua origem, mora em um local verdadeiro, que é o Queens, onde aliás a diversidade de culturas é intensa. Além disso, não é um adulto, é apenas um jovem com diversos problemas reais, como lidar com perdas humanas, ajudar no sustento da família, enfrentar os desafios da vida acadêmica, descobrir como chegar na garota dos sonhos… Talvez sejam esses dilemas humanos o que faz com que o aracnídeo se torne um dos heróis mais amados, não só do universo dos nerds, mas de uma baita garotada.

É claro, essa história teve várias versões tanto nos quadrinhos como nos cinemas. Podemos até dizer que nas tirinhas, o Homem-Aranha foi perdendo um pouco da sua essência ao longo das cinco décadas de existência, deixando de ser o amigão da vizinhança e evoluindo gradativamente para uma atuação mais global, envolvendo até o sobrenatural. Mas foi nas telonas atuais que o herói se posicionou de forma simples e contemporânea.

O Homem-Aranha moderno e humano

É interessante como os quadrinhos e os cinemas provocam-se e interagem para o aperfeiçoamento dos personagens. Hoje, no filme Homem-Aranha: De Volta ao Lar, o herói retorna aos primeiros temas, mas com um tom totalmente contemporâneo: é um youtuber (não mais um fotógrafo freelancer), não é mais um herói solitário, já que vive em grupos e interage com outros personagens da Marvel e, inclusive, recebe um traje tecnológico e colaborativo.

Você pode até pensar que o terceiro reboot do personagem em pouco tempo não seria necessário, mas esse último foi fundamental para inclusão do Homem-Aranha no chamado universo cinematográfico da Marvel e, dessa forma, ligá-lo à próxima batalha épica dos Vingadores. E, por causa disso, é importante ter em mente, para não se perder, que o último filme de Peter Parker se passa imediatamente após Capitão América: Guerra Civil (2016) e evoca, em alguns momentos, os filmes Vingadores (2012) e Vingadores: Era de Ultron (2015).

Para não se perder, veja também:

Capitão América: Guerra Civil (2016)

Vingadores (2012)

Vingadores: Era de Ultron (2015).

E, agora, você está preparado para sair palpitando sobre o novo Homem-Aranha? Não deixe de colocar o seu palpite nos comentários.

 

Roberta Sa

administradora e, agora, estudante de jornalismo, carioca, mãe do cãozinho Tony, adora tecnologia e design, nossa morena lisa depois da chapinha, e, claro, palpiteira.

VEJA OUTROS PALPITES

1 comentário

  • Eliezer
    18 de julho de 2017 at 18:11

    O Homem-Aranha é a maior mentirada dos super-heróis. Ele lança sua teia para capturar bandidos e pular de um prédio para outro. Mas isso é totalmente inverossímil: o corpo dele jamais conseguiria produzir tanta cera para as teias; já fizeram umas contas de que em uma HQ comum o volume de teia que ele lança é maior do que o volume do seu corpo, ou seja, nem se ele fosse oco por dentro daria para fabricar tanta teia.

DEIXE SEU PALPITE

Siga o Palpitando

Os Palpiteiros

Carol, Rafa, Gi, Marcos e Beta

Carol, Rafa, Gi, Marcos e Beta

Somos cinco amigos muito palpiteiros que gostariam de convidar todos para entrar nessa sala de estar virtual e, junto conosco, tornar-se um palpiteiro por aí...