All posts by Maria Carolina Amendolara

Comida de Verdade


Uma vez eu li em algum lugar a seguinte afirmação: “quanto mais tempo levar entre a compra que você fez no mercado e você poder comer o que comprou, melhor é a comida”. Essa métrica um pouco metafórica apenas quer dizer o seguinte: se o que você compra requer um preparo e se esse preparo leva um certo tempo, significa que você está comendo comida de verdade.

Do Ketchup à Pizza D.O.C. – Uma evolução das pizzas no Rio de Janeiro


Imaginem vocês uma paulistana. Nascida e criada nos arredores da Avenida Paulista. Nascida e criada nas tradições da sua descendência italiana nas mais típicas cantinas e pizzarias de São Paulo e que ouvia seu pai contar a história da pizza e dizer que só existem quatro verdadeiros sabores: mozzarella, calabresa, alicci e napolitana. O resto eram invencionices. Numa dessas invencionices, quando ainda era adolescente, chegou a moda da pizza de catupiry e ela comia escondido do pai para não ter que ficar escutando que aquilo era uma heresia.

Viajar com pequenos


Esse texto vai ao desencontro do texto da minha amiga palpiteira Rafa, “Viajando sem filhos”. Sim, é justamente o oposto, em todos os sentidos. Porque aqui vos fala uma mãe que nunca viajou sem filhos, enquanto pequenos. Mas, para não me delongar muito, vou direto ao ponto: quero contar-lhes uma viagem que fiz com meu caçula quando ele tinha apenas 1 ano.

Famosa


A dinâmica é outra. Sim, por mais que pareça estranho para nós (que fomos adolescentes na década de 80), existe sim vida virtual. Encontros virtuais. Fama. Os adolescentes comunicam-se e se relacionam em outra dimensão. O real e o virtual se misturaram. Não é só mais a praça, o parque, a praia, a escola. Esses espaços reais possibilitam hoje múltiplos encontros virtuais que, por sua vez, possibilitam o real de múltiplas formas: amizade, fama, namoro e, até mesmo, um dinheirinho.

Higienópolis: O bairro mais carioca de São Paulo


Dizem por aí que, para enxergarmos melhor, é preciso tomar uma certa distância. Essa analogia me cai como uma luva pois nasci em São Paulo e há quinze anos moro no Rio de Janeiro. Nesses quinze anos, entre idas e vindas, fui naturalmente me afastando de São Paulo e me aproximando do Rio. E, pouco a pouco, durante esse tempo, fui conhecendo melhor a minha cidade natal.

Siga o Palpitando

Os Palpiteiros

Carol, Rafa, Gi, Marcos e Beta

Carol, Rafa, Gi, Marcos e Beta

Somos cinco amigos muito palpiteiros que gostariam de convidar todos para entrar nessa sala de estar virtual e, junto conosco, tornar-se um palpiteiro por aí...